Greves & Ações

Manifesto da Ação de 23 de abril

A aviação tem de aterrar! Próxima paragem: Transição justa

O Dia da Terra nunca foi tão importante. Nunca nos deparámos com um estado planetário tão crítico. É hora de expor o setor da aviação como uma das grandes causas do estado catastrófico para o qual caminhamos.

O setor da aviação é libertador de 11% das emissões a nível de transportes, permanecendo como o meio de transporte mais poluente.

Apenas em seis meses, só em Portugal, foram investidos mais de 1300 milhões de euros no resgate da aviação, apesar de existirem alternativas sustentáveis. Por exemplo, quando olhamos para voos em território nacional (10% da totalidade do setor em Portugal) sabemos que há soluções melhores para as pessoas e para o planeta, mas que governos e instituições as abandonaram. Precisamos de suprimir os voos internos nacionais, bem como os voos dentro da Península Ibérica, e para tal, precisamos de uma alternativa justa. É essencial que esta transição se faça de forma digna, não fragilizando ainda mais a situação, já precária, das pessoas trabalhadoras. É necessária uma aliança social forte que vise requalificar a sociedade, garantindo condições para quem trabalha, através de empregos dignos e ecológicos.

O que está a acontecer neste momento com a Groundforce demonstra a situação caótica e injusta do setor, estamos solidários com a situação das pessoas trabalhadoras e exigimos requalificação destas para setores estáveis. A parceria Governo-Vinci tem de ser parada, os interesses de uma multinacional estão a ser colocados acima dos interesses da população local, das pessoas trabalhadoras e em total desacordo com os cientistas, que nos alertam sobre os perigos de aumentar ainda mais as emissões.

A ferrovia é a resposta!

Ela vem, a todo o vapor, trazer soluções do futuro para os problemas do passado. Apresentando inúmeros benefícios, esta contribui apenas em 1% para as emissões a nível de transportes mundiais, é mais eficiente a nível energético e não necessita de infraestruturas enormes responsáveis pela destruição de habitats e áreas verdes. Para além disto, com o correto investimento, tornar-se-á o meio de transporte mais acessível a todas as pessoas, com mais paragens por viagem, garantindo novos postos de trabalho e contribuindo para a coesão social a nível regional, nacional e internacional.

Mas a ferrovia tem sido esquecida pelos nossos dirigentes políticos. Ao mesmo tempo que a aviação é constantemente resgatada, a ferrovia tem sido fruto de um desinvestimento crónico, explicado pela privatização dos meios de transporte a nível nacional. Dos 20 projetos ferroviários planeados para 2020, apenas 3 deles foram terminados, sendo que só 5% dos quilómetros previstos estão como novos.

Para além disto, verificamos grandes problemas na nossa ligação enquanto rede internacional. Lisboa é uma das cinco capitais europeias sem ligações ferroviárias diretas a outras capitais. Com o início dos confinamentos pela Europa, a maior parte das ligações ferroviárias foram suspensas. Agora que muitas delas já foram repostas, Portugal é a exceção, mantendo as poucas ligações em pausa.

Temos até 2030 para cortar 50% das emissões globais de gases com efeito de estufa, de forma a não ultrapassar o limite de 1.5ºC – indicados pela ciência como ponto de não retorno. Por motivos de responsabilidade histórica e uma grande quantidade de emissões, Portugal tem de cortar 74% das mesmas. Temos de agir agora.

Promessas vazias não são a solução!

Enquanto tememos as consequências de uma subida de aquecimento global violenta, o governo planeia a construção de um novo aeroporto, com o projeto do Aeroporto do Montijo/expansão do Aeroporto da Portela. Expandir a aviação em Portugal é um delírio!

Não podemos ficar a assistir ao fim da civilização como a conhecemos

A nossa casa está a arder e contamos contigo para apagar o fogo. Dia 23 de abril, sexta-feira, saímos às ruas unidas contra a aviação, por mais ferrovia, pela Terra e pela democracia.

Organizações subscritoras:

Abad Pisão
Aveiro Animal Save
Bloco de Esquerda
Braga Animal Save
Brigada Estudantil
CIDAC
Climate Clock Coimbra
Climáximo
Com Calma
Fundação Cuidar o Futuro
GEOTA
Linha Vermelha
Loja Sapato Verde
NAPA – Núcleo Académico para a Proteção Ambiental
Núcleo Antifascista de Aveiro
Partido Livre
Partido PAN – Pessoas-Animais-Natureza
Plataforma Já Marchavas
Plataforma TROCA
Saber Compreender
TransMissão: Associação Trans e Não-Binária

Se fazes parte de uma organização que quer subscrever este manifesto envia-nos um e-mail para nacional@greveclimaticaestudantil.pt

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *